Centro de Documentação e Memória (CDM)
Áudios

Justiça argentina condena o general Jorge Rafael Videla à prisão perpétua

Publicado em 28.12.2010

A Justiça argentina condenou, nesta quarta-feira (22), o general Jorge Rafael Videla, de 85 anos, à prisão perpétua por participação no assassinato de presos políticos durante a ditadura militar do país, ocorrida entre 1976 e 1983.

O ex-ditador governou a Argentina nos primeiros cinco anos do regime e é considerado o mentor do plano de repressão que resultou em 30 mil mortos e desaparecidos.

A repórter Marilu Cabañas conversou, por telefone, com a diretora executiva do Centro pela Justiça e o Direito Internacional (Cejil), que está na Argentina.

O Cejil é uma organização não governamental de defesa e promoção dos direitos humanos nos países do hemisfério americano, com status consultivo junto às Nações Unidas.

O objetivo principal do Cejil é promover a implementação das normas internacionais de direitos humanos nos estados membros da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Fonte: Rádio Cultura Brasil

Áudio
Argentinos recebem bem condenação de Videla