Autores

AUGUSTO BUONICORE: CENTRO POPULAR DE CULTURA DA UNE - CRÍTICA A UMA CRÍTICA


Durante o golpe militar de 1964 foi eliminada uma das principais experiências culturais realizadas pela esquerda brasileira: o CPC da UNE. As chamas da reação destruíram o palco, o figurino e obrigaram os jovens artistas a se refugiarem. O ódio dos golpistas é prova evidente do papel progressista que representava aquele movimento cultural. Contudo, procurou-se desconstruir esta visão positiva. Agora o ataque ao CPC partiria dos representantes da chamada “esquerda renovada”. Este ensaio - em três partes - busca rebater essas críticas e colocar a experiência do CPC no seu devido lugar na história de resistência do povo brasileiro.