Notícias

Projeto de pesquisa e extensão resgata memória do comunista Paulo Fonteles

Moisés Alves Publicado em 27.02.2018

O projeto "Acervo Histórico Paulo Fonteles" prevê a digitalização do acervo histórico do ex-deputado, que trata de sua atuação político-social nas décadas de 70 e 80, sua produção parlamentar através do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) etc.

Equipe do Projeto Acervo Paulo Fonteles

Segue a todo vapor o projeto "Acervo Histórico Paulo Fonteles", que tem como coordenadora de pesquisa, a doutora em História, professora da Universidade Federal do Pará, Leila Mourão. Como assistente de pesquisa, está Moisés Alves, do Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos (IPF) e como auxiliares de pesquisa Paulo Emmanuel, Eva de Jesus e Rubens Pereira. Como colaborador do projeto está o bacharel em História, Pedro Fonteles, filho do ex-deputado comunista Paulo Fonteles.

O projeto prevê a digitalização do acervo histórico do ex-deputado, que trata de sua atuação político-social nas décadas de 70 e 80, sua produção parlamentar, a luta pela terra e pela reforma agrária, a luta pela Constituinte, a resistência à ditadura civil-militar e a construção de uma corrente classista no seio do movimento popular e dos trabalhadores, através do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

 
(Foto: )

Já foram pesquisadas mais de 17 mil páginas, em um acervo de 100 mil, que serão digitalizadas no sistema DocPro, na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

O projeto dirigido pela Universidade Federal do Pará - UFPA e pelo IPF, prevê, ainda, a realização de um seminário Internacional que vai tratar da luta pela terra e os direitos humanos na Amazônia e a produção e edição de um livro com o resultado do referido seminário.

Tudo isso foi possível devido à preservação do acervo que esteve sob os cuidados do ex-deputado Neuton Miranda e da professora Leila Mourão, durante 30 anos.

 

A concretização desse resgate tem a colaboração do deputado federal do Pará, Edmilson Rodrigues (PSOL), que dispôs de uma emenda parlamentar para o trabalho de pesquisa e extensão da Universidade Federal do Pará (UFPa), demonstrando seu compromisso com a verdade, memória e justiça.

O esforço empreendido pela equipe do projeto é dedicado à memória do poeta comunista Paulo Fonteles Filho, pesquisador da luta da Guerrilha do Araguaia e do resgate da memória de seu pai. Paulo e Paulinho Fonteles Vivem! Presentes!

*Moisés Alves é Secretário Geral do Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos - IPF