Notícias

Maldos faz vaquinha para livro com discursos de Lula nos anos 1980

Divulgação Publicado em 03.04.2018

Celso Renato Maldos montou um crowdfunding no site Catarse para publicar "Lula - Operário em Construção - Discursos dos Anos 80".

Falta 29 dias para terminar a vaquinha virtual para arrecadar recursos para a publicação dos discursos do ex-presidente Lula nos anos 1980. A meta de Maldos é arrecadar R$ 101.700,00 até 2 de maio.

Maldos gravou quase todos os discursos de Lula nos anos 80, com sua antiga câmera de vídeo; acompanhou-o em caravanas e viagens por todo o país, São Paulo, Mato Grosso, Rondônia, Acre, Amazonas e Pará. São 200 horas de áudio.

Para contribuir, CLIQUE AQUI.

O projeto

Documentarista desde o início dos anos 1980, Maldos foi a primeira pessoa a acompanhar Luiz Inácio Lula da Silva, gravando com uma câmera de vídeo, o começo de sua carreira como politico do Partido dos Trabalhadores. Inicialmente na sua campanha ao governo de SP em 1982 e depois seguiu registrando por anos seus discursos em diversas ocasiões, como: Campanhas Salariais dos Metalúrgicos de SBC, Primeiros de maio, Campanha das Diretas Já, Congresso de criação da CUT, seu julgamento com Chico Mendes na Lei de Segurança Nacional, em viagens pelo país e vários outros momentos históricos.

Diante da incessante campanha midiática de perseguição e difamação que acontece desde 1982 e que nos últimos meses alcançou niveis inacreditáveis, culminando com o judiciário condenando Lula sem provas, Maldos resolveu fazer esse livro bilíngue (português e inglês), com cerca de 30 discursos daquela década.

Segundo o escritor, seus discursos impressionam não só pela clareza do seu pensamento em evolução, mas também pela atualidade dos temas: (P)MDB, Reforma da Previdência, relações internacionais, políticas públicas, saúde, educação, corrupção, democracia, participação popular etc. "No livro apresento essa história que vivi, com mais detalhes, e convido pessoas conhecidas de todos nós, para escreverem a partir de suas leituras dos discursos. Se tem algo que Lula nos ensina com sua resiliência, é que: 'Não nos farão desistir de nossos sonhos!' E por isso faço esse crowdfunding e peço a colaboração de todos que se sentem indignados com a justiça do Brasil".

Segundo sua planilha de custos já houve apoio de R$ 20 mil da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM) para parte das etapas de edição do livro. A maior parte dos recursos do Catarse serão investidos na impressão do livro de 308 páginas e tiragem de 5 mil exemplares.

Há recompensas para doações a partir de 10 reais. 

Um trecho

O trecho do discurso abaixo faz parte do primeiro comício pelas diretas em São Paulo, na Praça Charles Müller, em novembro de 1983. Lula tinha 38 anos e evocava, ali, todas as questões importantes do Brasil e da América Latina de improviso, com precisão e memória. 

"É bem verdade que às vezes falar não resolve nada. Mas se falar não resolve, ficar de cabeça baixa em casa resmungando com a mulher resolve menos ainda. Por isso, a gente vai continuar chamando todos vocês, todos em praça pública. Vamos mostrar a essas autoridades, vamos mostrar à opinião pública brasileira que nós, trabalhadores, que os intelectuais, que os pequenos empresários, que os profissionais liberais, e que os estudantes, e que as donas de casa, e que o movimento sindical, e que milhões de desempregados desse país, e que milhões de bóias-frias, são muito mais fortes do que a força das metralhadoras, do que a força dos canhões. E vamos conquistar as eleições diretas nesse país. Pra acabar com a fome, pra acabar com o desemprego e pra garantir a cada um de nós o direito à sobrevivência, o direito a voltar a sorrir, o direito a voltar a conversar, o direito a encontrar com os companheiros." 

* Lula, no Primeiro Ato pelas Diretas em São Paulo. Novembro de 1983.

Confira a entrevista do BRASIL 247 com Celso Mados: