Prosa@Poesia

O Brasil que não se vê

Regina Abrahão Publicado em 29.06.2011


A mãe estava incluída em algum programa de assistência? Não sabem. Conhecem drogas? Sim, mas negam uso, apesar dos indícios. Como era a casa? Uma peça. Refrigerador? Não. Cama? uma. Fogão? Não, comiam o que arrecadavam. Mas tinham uma televisão.

Encantam-se com as parcas peças de roupa recebidas. Com a TV grande, com a estante de frutas, com almoço, café, janta.

Por que foram para a abrigagem? Não sabem dizer.

Este Brasil, esta Porto Alegre que não se vê existe, e é maior do que se fala..


Regina Abrahão -  www.prosarepoesia.blogspot.com