Resenhas

Filme "Vai Cair Mais Terra" estimula debate na periferia

Divulgação Publicado em 03.10.2018

Filme sobre a vida de uma família na favela da Rocinha será exibido com oficinas em São Paulo e no Rio de Janeiro. O projeto será realizado até 12 de outubro.

Uma série de exibições do documentário "Vai Cair Mais Terra" acontecerá em parceria com ativistas de comunidades das periferias, assim como universidades e centros culturais, acompanhado por painel de debates contando com profissionais de influência comunitária, política, formadores de opinião, líderes de projetos sociais em comunidades carentes, bem como com os próprios cineastas. A idéia é que o filme seja usado para encorajar comunidades a terem participação nas ações a serem desenvolvidas na luta contra a pobreza e violência que sofrem diariamente.

Vai Cair Mais Terra  mostra como os residentes da Rocinha convivem com a guerra diária e são influenciados pela situação. Através dessa visão, o filme foi utilizado, em fevereiro deste ano, em uma conferência organizada pela British Academy que abordava o tema ‘soluções para a pobreza a nível global’. A partir daí o formato “exibição-debate” já foi utilizado em outras exibições em Londres, incluindo no King’s College University e no Rio Cinema.

“Tivemos a sorte de passar mais de um ano de nossas vidas, desde 2009, com Rosangela, Vito, Rayane e Italo, além de muitos outros da comunidade da Rocinha. Nós testemunhamos sua luta e força de inspiração. É um mundo frequentemente mostrado de uma maneira sensacionalista pela mídia. Queremos usar o filme para aumentar a conscientização sobre as muitas cores desse mundo invisível, para incentivar o diálogo entre grupos e indivíduos em uma sociedade de forte desigualdade, e para dar voz àqueles que freqüentemente não são ouvidos”, diz o diretor.

Vai Cair Mais Terra dá voz à história de uma família que reflete questões sociais globais mais amplas. O objetivo é criar diálogos sobre questões sociais e apoiar mudanças através de oficinas de cinema e exibições do filme.

Jovens cineastas e ativistas de comunidades da periferia do Rio e de São Paulo criarão um filme sobre um tema escolhido por eles, para ser usado como parte de sua campanha de mudança social.

Exibições em outubro, todas seguidas por debate com os diretores:

3, 19h: Cine Matilha, São Paulo; (Rua Rego Freitas, 542 – Centro);

8, 10h: Teto Brazil / Ong, Rio de Janeiro (Escola Municipal Joaquim Manoel Macedo

R. Padre Juvenal, 74 - Paquetá, Rio de Janeiro);

8, 18h: Fórum Grita Baixada, Rio de Janeiro (Rua Dom Adriano Hipolito, 8 - Moquetá, Nova Iguaçu); 

9, 17h: Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ (Necvu), Rio de Janeiro (Largo São Francisco de Paula, 1 - Centro, Rio de Janeiro);

10, 14h: Ciep Ayrton Senna da Silva, Rio de Janeiro (Auto Estrada Lagoa Barra 15, Sao Conrado, Rio de Janeiro);

10, 18h: Museu da Maré, Rio de Janeiro (Av. Guilherme Maxwel 26 - Mare, Rio de Janeiro);

11, 15h: Quintas Culturais Unirio, Rio de Janeiro (Av. Pasteur 296 - Urca, Rio de Janeiro); 

11, 20h: Favela Cineclube Providência, Rio de Janeiro (Morro da Providencia, Rio de Janeiro).

 

Para mais informações sobre o filme, visite: www.moreearthwillfall.com