Além do secretário-geral da SBPC, a posse da nova diretoria da ANPG, capitaneada pela presidente Elisangela Lizardo, foi prestigiada pelo representante do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti) Alberto Peverati Filho, pela líder do PCdoB na Câmara, deputada Vanessa Grazziotin (AM), pelo deputado federal Arlindo Chinaglia (PT/SP), representando a bancada do partido, pelo presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Yann Evanovick, pelo vice-presidente regional da União Nacioanl dos Estudantes no Distrito Federal, Tiago Cardoso, pelo representante do Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Norte, Federação Única dos Petroleiros (FUP) e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), José Divanilton Silva e pelo representante do Fórum de Professores das Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes), Valmir Locatelli.

Estiveram presentes, ainda, o secretário de organização da União da Juventude Socialista (UJS) do Distrito Federal, Jean Carmos, o vice-presidente do PCdoB do DF, Apolinário Rebelo e representantes da deputada federal Jô Moraes (PCdoB/MG), além de membros de APGs e do ex-diretor da ANPG e diretor da Fundação Maurício Grabois Fábio Palácio.

A ANPG de hoje, a SBPC de amanhã
 
Aldo Malvasi valorizou a capacidade democrática da ANPG na construção de espaços para atuação dos pós-graduandos na SBPC e salientou: “é preciso unir forças para avançar na pós-graduação, a ANPG de hoje é a SBPC de amanhã”. O secretário-geral da SBPC valorizou, ainda, o projeto de realizar o 2º Salão Nacional de Divulgação Científica – organizado pela ANPG em conjunto com outras entidades – durante a 62ª reunião anual da SBPC, este ano, em Natal (RN). 

A presença de Aldo Malavasi (SBPC) e Alberto Peverati Filho (Consecti) na posse reforçam a relação da ANPG com as entidades da comunidade científica Yann Evanovixk (UBES) falou das vitórias recentes da UBES em conjunto com a ANPG e a UNE e colocou a entidade à disposição para realizar novos projetos em parceria

O presidente da UBES comemorou a aprovação do projeto de lei que responsabiliza o Estado brasileiro pela destruição da sede da UNE e da UBES na Praia do Flamengo, 132, durante a Ditadura Militar e destina recursos à construção de uma nova sede no mesmo terreno. Yann reforçou que a sede dos estudantes será também o novo endereço da ANPG. Além de saudar a vitória do conjunto das entidades representativas dos estudantes, Yann valorizou ainda a campanha realizada em conjunto pelas três entidades, por 50% do Fundo do Pré-Sal para a Educação. 

Em seu discurso de posse, a presidente Elisangela Lizardo valorizou as gestões anteriores da ANPG, reforçou a importância da organização das APGs pelo país e deu o tom da gestão: “em relação às nossas reivindicações, temos que ser radicais. Se for preciso, até acamparemos na CAPES ou no MCT para garantir avanços em relação às bolsas”. Ao mesmo tempo, Elisangela reforçou a importância da relação com instituições como a SBPC, fazendo referência à fala do professor Aldo Malavasi.

Sucesso da caravana: ANPG terá assento no Conselho Diretor do CNPq

Após o ato de posse, no mesmo dia 25, em atividade da Caravana da ANPG pelos direitos dos pós-graduandos, a direção entidade reuniu-se com o Ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende. No encontro, a presidente da ANPG entregou uma carta programa com as três principais reivindicações imediatas: aumento em 30% dos valores das bolsas, ampliação em 50% do número de bolsas de mestrado e doutorado, e garantia de licença maternidade às pós-graduandas. Para tratar dessas pautas, o ministro garantiu uma mesa de negociações compostas pelo MEC, MCT, CAPES e ANPG.

Mas a grande vitória anunciada pelo Ministro da Ciência e Tecnologia foi a garantia de assento da ANPG no Conselho Deliberativo do CNPq para o próximo período.

O Conselho Deliberativo (CD) é a maior instância de poder decisório do CNPq . Ele é formado pelo presidente e vice-presidente da Instituição; pelos presidentes da Finep e da Capes; Secretário Executivo do MCT e por representantes das comunidades de C&T, empresariais e dos servidores do CNPq. Dentre outras questões, esse conselho trata principalmente da aplicação de recursos, da definição do orçamento, além de ações concernentes às políticas da Instituição.

A ANPG já possui assento no Conselho Superior e no Conselho Técnico Cientifico da CAPES, no Conselho Nacional de Juventude e no Conselho Nacional de Saúde.

Sérgio Rezende também disse que está previsto o anúncio, nos próximos meses, do aumento do valor das bolsas, a ser implementado a partir do início de 2011. Além do documento com as propostas centrais, foram entregues ao Ministro Sérgio Rezende e também ao professor Lívio Amaral a íntegra das resoluções aprovadas durante o 22º Congresso da ANPG, realizado entre 15 e 18 de abril de 2010 no Rio de Janeiro.

Por uma resposta da Capes

A primeira atividade da nova diretoria foi a 2ª Caravana da ANPG pelos direitos dos pós-graduandos Toda a diretoria participou da audiência com o professor Lívio Amaral A presidente, Elisangela Lizardo e a vice, Carolina Pinho, protocolaram a carta dirigida ao prof. Jorge Guimarães

A Caravana pelos Direitos dos Pós-Graduandos foi recebida também pelo diretor de avaliação da Capes, professor Lívio Amaral, na manhã de terça-feira (25/5), antes mesmo do ato de posse. Na audiência, a diretoria da ANPG entregou o mesmo documento que aquele entregue ao Ministro Sérgio Rezende, contendo as principais reivindicações dos pós-graduandos. O professor Lívio se demonstrou solícito à demanda dos estudantes, mas disse não poder dar uma resposta imediata aos pleitos. A caravana seguiu então em direção ao gabinete do presidente da Capes, professor Jorge Guimarães, e protocolou o pedido, solicitando que seja dada uma resposta da Capes no prazo de 10 dias.

A ANPG não para

A ANPG aprovou seu planejamento de gestão durante a primeira reunião da nova diretoria, realizada na segunda-feira (24/5). O documento, que será divulgado em breve, prevê a realização do 2º Salão Nacional de Divulgação Científica, campanhas de construção de APGs e em defesa de mais e melhores bolsas, campanhas em defesa do meio-passe para pós-graduandos e outras bandeiras relativas aos direitos dos pós-graduandos, além da participação nos diversos conselhos em que a entidade tem assento e nos fóruns e debates da comunidade científica e dos movimentos sociais.

De quarta (26/5) a sexta (28/5), parcela da diretoria participa da 4ª CNCTI. A presidente da ANPG, Elisangela Lizardo, compõe ainda a mesa da conferência intitulada “A Universidade Brasileira, a Pós-Graduação e a Pesquisa”, às 13h do dia 28. Este debate configura a etapa nacional da Caravana de Ciência, Tecnologia e Inovação da ANPG, que percorreu as cinco regiões do país com debates preparatórios à CNCTI.

Na sexta-feira (28/5) às 16h está marcada outra audiência aos diretores da ANPg que permanecem em Brasília, desta vez com o Ministro da Educação, Fernando Haddad.

De Brasília, Luana Bonone e Thiago Custódio, para o portal dos pós-graduandos.