Prosa@Poesia

cardiofagia

Alexandre Pilati Publicado em 15.05.2008

*

o negócio neste mundo
é gastar, eu sei...
mas eu gosto é de
juntar coisinhas jogadas fora que para mais nada para mais ninguém prestam

por isso é que naquele
dia estranho de açúcar e afeto
caminhando no deserto
eu achei teu coração
maltrapilha maltratada rosa-flor
amassadinha tropeçada no chão

“o que não mata engorda!”
füüüüüüüüühhhhhhhh
assoprei poeira ciúme desilusão

e foi assim que eu te engoli
me imodestei todo de amor
e virei este imenso balão de paixão