Foto: Sede do Partido Comunista Francês desenhada por Oscar Niemeyer.

No mês passado lembramos dos dez anos da passagem do arquiteto comunista Oscar Niemeyer (15.12.1907 / 05.12-2012).

Do ponto de vista dos comunistas, um dos episódios mais marcantes da trajetória de Niemeyer foi certamente a construção da sede do Partido Comunista Francês (PCF) em 1968.

Naquele triste contexto de ditadura militar no Brasil, Niemeyer encontrava-se exilado na França, mas permanecia trabalhando como arquiteto. E foi assim que resolveu presentear o PCF com um desenho para a construção de sua sede partidária.

Os comunistas franceses nunca esqueceram daquele momento. Basta dizer que, em dezembro de 2012, na ocasião da morte de Niemeyer, abriram a sede do partido para homenagens ao arquiteto.

Pierre Laurent – então secretário nacional do PCF – registrou o seguinte no l´Humanité em 21 de dezembro de 2012, em homenagem ao brasileiro: “nosso fiel, nosso grande amigo, nosso camarada Oscar Niemeyer, um dos maiores gênios da arquitetura, um homem inventivo e generoso cuja existência terá marcado seu século e o mundo”.

Diga-se de passagem, o reconhecimento vinha de todos os espectros políticos. Numa anedota curiosa, vale lembrar que o conservador ex-presidente francês Georges Pompidou teria dito com humor: “A única coisa boa que o PCF já fez foi a sua sede”.

Niemeyer, presente!

Mais sobre Niemeyer:

Como Oscar Niemeyer projetou a sede do Partido Comunista Francês

Sobre o Centenário de Niemeyer

Ano Nacional Oscar Niemeyer, por Inacio Arruda

Arquitetura de Niemeyer, por Niemeyer