Sob a influência da União Soviética, ocorreu a descolonização do mundo e foram vitoriosas diversas revoluções, como na China, Coreia, Vietnã, Cuba e quase todo o Leste Europeu.

Por Raul Carrion, historiador e membro da Comissão Política do PCdoB/RS. Foi vereador de Porto Alegre em três legislaturas e deputado estadual do RS por duas legislaturas. Atualmente, preside a Fundação Maurício Grabois-RS

Há exatos 100 anos — em 30 de dezembro de 1922 –, depois de vencer com enormes sacrifícios a contrarrevolução e a invasão de 14 potencias imperialistas, o proletariado soviético constituiu a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), unindo a Rússia, Bielorrussia, Ucrânia e Transcaucasiana, que englobavam dezenas de nacionalidades, que posteriormente deram origem a outras Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Depois de décadas de impiedoso cerco imperialista e da cruel agressão nazifascista que lhe custou mais de 25 milhões de mortos e uma enorme destruição do país, a URSS que, originalmente, era uma nação atrasado e oprimida, tornou-se a segunda economia do mundo e uma potência mundial capaz de enfrentar sozinha o ocidente unido.

Sob a sua influência, ocorreu a descolonização do mundo e foram vitoriosas diversas revoluções, como na China, Coreia, Vietnã, Cuba e quase todo o Leste Europeu.

Seu exemplo impulsionou as lutas antirracistas, feministas e contra toda a forma opressão e exploração.

Erros e insuficiências – que não cabe discutir neste breve texto – em meio a um cerco cada vez mais asfixiante do imperialismo -, cobraram o seu preço e em 31 de dezembro de 1991, traidores da luta socialista, como Yeltsin, Gorbachov e outros, assinaram documento declarando extinta a URSS, sem sequer seguir as exigências constitucionais para tal e desrespeitando a vontade da maioria da sua população que havia expresso o seu desacordo com a extinção da URSS.

Em homenagem aos 100 anos da criação da URSS, comparto o primeiro hino da URSS, que foi a INTERNACIONAL COMUNISTA, na versão que considero uma das mais lindas e impactantes!

Leia e veja mais sobre a URSS:

Luis Fernandes: Legado da URSS molda o mundo em que vivemos hoje

Arte expressou a revolução estética que a URSS concretizou

Analúcia Danilevcz: Construção da Nação na URSS, a experiência mais bem sucedida da modernidade

URSS, Baluarte da Paz e da Libertação dos Povos

Fim da URSS: o triunfo dos porcos

A Experiência Socialista na URSS

As Vitórias da URSS na Marcha para o Comunismo e na Luta pela Paz

As Condições de Vida nos Países Capitalistas e na URSS

O Significado da Revolução Socialista de Outubro nos Destinos Históricos da URSS

Um olhar feminino sobre a União Soviética