O que você está procurando?
Crônicas das Cidades

25 de novembro de 2013

Há pouco, voltando para casa, cruzando a famosa “Ipiranga com a São João”, olho minha cidade e vejo como ela é bela. Mesmo com todas as vicissitudes de uma metrópole histórica e descuidada, veio-me um “blue” nostálgico de um

Inefáveis amantes

Inefáveis amantes

– Olhos radiantes! Os pássaros anunciam a primeira luz da manhã. Suave voz invadira meus ouvidos. A brisa sussurrava um convite ao mar… – Carícias labiais    Dorsal atlântica – Os bondes elétricos deslizam nos trilhos. Apenas ouvíamos nossas

Política selvagem

O leão estava para morrer e a bicharada se agitava em torno da sucessão. O problema das monarquias é que toda sucessão envolve golpes baixos, disputas desonestas, intrigas de bastidores, traições de todo tipo, velhacarias e, algumas vezes, revoluções.

Santa Maria de Belém

No centro da cidade vencida organizo a esperança e irrompido pelo tempo clamo por meus heróis: índios, negros, gente miscigenada na seminal revoltosa dos brutais acontecimentos da formação brasileira. Na ponta da lança tupinambá a mão plena de Guaimiaba

O Centro de Sampa ontem e hoje

Vez em quando me concedo um passeio pelo centro de São Paulo, ora por necessidade – quando preciso comprar algo, por ser mais fácil adquiri-lo no “centrão” – ora pelo simples prazer de caminhar no miolo desta cidade-monstro que

24 de outubro de 1884 (crônicas de jornais)

Há nesta cidade uma reunião de ideólogos e jacobinos, que, com o nome de Centro Comercial de Molhadistas, está simplesmente afrontando a consciência humana. Que os membros desse clube de perversos jurem vender vinho puro e legitimo, vá; é

Noturno em Brasília

Faz frio e estou insone. Estou sempre insone e vou dormir quando as vozes estão em recolhimento. Há muito venho à Brasília, aliás, nasci em Brasília. Esta cidade, com suas dimensões e imenso céu, deveras atua sobre mim de

Nosso Judiciário é ótimo, para quem mesmo?

Depois de muita canseira, dores de cabeça, idas e vindas, protelação e anos a fio, foi marcado o julgamento da ação do ex-funcionário da multinacional contra a respectiva empresa. Pelo desenvolvimento do processo que durava mais de 12 anos,

A Privatização do Açaí

Pelas sombras das mangueiras Ronílson se esgueirava, procurando fugir de possíveis olhares gordos ou curiosos, tentando passar incólume em busca de mais uma refeição, mais certeza de um pouco de vida, mais um pouco de açaí. Quando criança, uma

Crônicas das Cidades: ver, viver, sentir e pensar a cidade.

A cidade é a extensão sensível do ser no coletivo. O ser é a cultura individualizada, resultado de experiências, experimentações, transformações, percepções e signos. Esse espaço pretende Ser um olhar sobre certa cidade compartilhado a todas as pessoas que