O que você está procurando?
EUA: A derrota de Bush interessa aos povos

A economia do Império e o império da economia no limiar do século XXI

Apoiado nos estudos de Hobson e de Hilferding sobre o capital financeiro, Lênin escreveu, no começo do século XX, seu clássico sobre o Imperialismo. Para ele, a compreensão do fenômeno envolvia a análise dos seguintes fenômenos: a rivalidade entre

Os Estados Unidos e a guerra contra o terrorismo

A expressão ”guerra contra o terrorismo” surgiu apenas alguns dias depois do ataque de 11 de setembro de 2001, sob a forma de uma tarja elucidativa nos principais programas de noticiários da TV americana, acompanhando a onda nacionalista que

A Nova América? Os neoconservadores e a hegemonia

Quatro anos depois da controversa eleição de 2000, os norte-americanos voltam às urnas para escolher o presidente que ocupará a Casa Branca a partir de janeiro próximo, tendo como opções o ocupante do cargo, George W. Bush, ou o

A impostura liberal

A impostura liberal

Não obstante mesmo alguns dos mais considerados teóricos liberais, nomeadamente o ítalo-americano Giovanni Sartori, terem reconhecido as profundas diferenças históricas entre democracia e liberalismo e, conseqüentemente, o caráter problemático de suas relações, a idéia de que os Estados Unidos

Mensagens e Registros

Mensagens e Registros

Artífices do atraso “Li o texto de apresentação da nova edição da revista. Ele traduz o pensamento das pessoas que têm mente progressista. Os partidos PFL e PSDB são o artífice do atraso, do servilismo ao Império Ianque e

O significado estratégico das eleições nos Estados Unidos

A aproximação das eleições presidenciais nos Estados Unidos nos oferece uma oportunidade única para o exercício da reflexão estratégica e geopolítica. Isto porque, à medida que o tempo foi passando, os destinos políticos da maior nação do mundo passaram

O código do reacionarismo moderno

 Tornou-se senso comum na crônica da vida política estadunidense dizer que a campanha presidencial de 2004 tem sido a que mais debateu a política externa, contrariando uma tendência cristalizada no comportamento da elite política e da maioria da população