O que você está procurando?

Colunas

Lênin e o infame tratado de Brest-Litovsky

“Os partidos revolucionários têm que completar sua instrução. Aprenderam a desencadear a ofensiva. Agora têm que compreender que essa ciência deve ser completada por saber recuar ordenadamente. É preciso compreender (…) que não se pode triunfar sem saber atacar

Che Guevara nas trilhas da revolução latino-americana

CONFIRA O ESPECIAL: CHE GUEVARA, 1928-1967 “Outra vez sob meus calcanhares o lombo de Rocinante, retomo o caminho com meu escudo no braço (…). Muitos dirão que sou aventureiro, eu sou de fato, só que de um tipo diferente,

Bem-vindo, Lênin!

Vladímir Ilitch Uliánov Lênin (1870-1924) foi o mais importante líder bolchevique e chefe de Estado soviético, mentor e executor de um evento que inaugurou uma nova etapa da história universal, a Revolução Russa de 1917. Intelectual e estrategista com

Marx, Engels e o Partido Comunista (2ª Parte)

A Associação Internacional dos Trabalhadores Após a dramática crise e o fechamento da Liga dos Comunistas, houve um momentâneo desânimo de Marx e Engels em relação às possibilidades da constituição de um partido operário revolucionário independente. Foram desse curto

Marx, Engels e a Questão do Partido (1ª Parte)

Inúmeros autores marxistas, de tendências diversas, negaram que a questão da construção de partido de vanguarda do proletariado tenha se constituído como um dos problemas centrais da agenda teórico-política de Marx e Engels. O francês George Sorel, em A

Hobsbawm, a Revolução Francesa e o revisionismo histórico

A primeira, e mais importante, crítica revisionista às teses consagradas sobre a Revolução Francesa foi de que “a Revolução realmente não fez tanta diferença na história da França.”. Ao negarem a importância histórica da Revolução Francesa, os revisionistas estavam

A crise do sindicalismo no final do século XX

Já no final do século passado todos os dados estatísticos apontavam uma tendência acentuada à redução do número de sindicalizados e a uma queda não menos drástica no número de movimentos coletivos de contestação, especialmente greves. A crise também

A crise do sindicalismo no final do século XX

Já no final do século passado todos os dados estatísticos apontavam uma tendência acentuada à redução do número de sindicalizados e a uma queda não menos drástica no número de movimentos coletivos de contestação, especialmente greves. A crise também

Lênin, Stalin e a questão das nacionalidades

Permitam-me iniciar este artigo com uma longa citação de Stalin sobre a originalidade leninista no tratamento da questão das nacionalidades. O trecho foi retirado do artigo Exposição do Problema Nacional, escrito em 1921. “Na época da II Internacional”, escreveu