O que você está procurando?

Colunas

A erosão neoliberal da indústria nacional de fertilizantes

Tolstói e Liebig: literatura e química na fertilização de um debate épico  É atribuída ao grande mestre da literatura russa e universal, Leon Tolstói (1828 – 1910), a seguinte citação: “A riqueza me faz lembrar o estrume no campo.

O desmanche da indústria brasileira de máquinas agrícolas

A Academia Nacional de Engenheiros dos Estados Unidos (NAE, da sigla em inglês), classificou a mecanização agrícola como a sétima invenção da engenharia no século passado, sobrepondo-se, por exemplo, à internet, ao computador e ao telefone (REBOUÇAS et al.,

Um golpe contra a ciência nacional

Simboliza bem a política subalterna recém retomada, que reforça a idéia de um mundo dividido em aqueles países capazes de produzir ciência de ponta, situada na fronteira do conhecimento, e aqueles outros que no máximo conseguem copiar alguma coisa.

Antropoceno: a era do capital

Após 11,7 mil anos estamos prestes a nos despedir do Holoceno – iniciado na última Idade do Gelo – e ingressarmos em uma nova era geológica batizada pelo sugestivo nome de Antropoceno, ou seja, a “era dos homens”. A

A privatização da política

Provavelmente a prática política nunca foi tão agredida como na atualidade. O orgulho que deveríamos ter por sermos agentes políticos da transformação dá lugar ao sentimento de ojeriza a tudo que esteja associado a governos, partidos políticos ou movimentos

Alienação na “greve pela greve”

Mais uma onda de greves se abate sobre as universidades e institutos federais. Tal como se atuasse no “piloto automático”, boa parte dos sindicatos e sessões sindicais representativos dos servidores públicos federais da educação perderam a capacidade crítica de

Alienação na “greve pela greve”

Mais uma onda de greves se abate sobre as universidades e institutos federais. Tal como se atuasse no “piloto automático”, boa parte dos sindicatos e sessões sindicais representativos dos servidores públicos federais da educação perderam a capacidade crítica de