O que você está procurando?

Colunas

Marx 130 anos: teorias e crises do capitalismo contemporâneo

A melhor maneira de relembrar o gênio Karl Marx é recuperar várias de suas categorias e interpretações que se projetam no tempo, adquirindo novas formas pelo movimento mesmo do regime do capital. Revisamos notas anteriores neste artigo, acerca do

A Nova Depressão [1] – e o apodrecimento do sistema financeiro internacional
A Nova Depressão [1] – e o apodrecimento do sistema financeiro internacional

  Fiz essa referência há três anos porque sabemos bem: o brilhante historiador marxista britânico pesquisou profundamente a ocorrência do fenômeno da depressão econômica. Jamais, entretanto, deixou-se levar por rasteira visão economicista ou pelas fantasias do deplorável pensamento neoliberal/neoclássico.

2011. Clivagens e tendências na crise

No crepúsculo de 2010 a reunião do G-20 (Seul, 11/2010) ecoou a gritaria opositora aos EUA em manter a supremacia de sua moeda contra o mundo – ataque cataléptico de sua desidratada economia em crise. “Nova guerra financeira mundial”,

Barbárie imperialista: passado e presente

Bastião de regime escravocrata e sanguinário, os EUA emergiram xifópagos: pioneiros em liberdades burguesas originárias, entretanto atracadas à violência para subjugar e aniquilar negros; ou massivo genocídio de ameríndios. No século passado, diz Losurdo, o surgimento da Ku Klux

O Relatório Rebelo
O Relatório Rebelo

Agora mesmo, concluiu um relatório da comissão especial sobre o atual Código Florestal, em discussão no Congresso. Datado de 1965, a inovadora lei do Código Florestal foi paulatinamente burlada, de modo a que a congênita fronteira meio ambiente-questão agrária

Bric: convergências e disjuntivas

Assim, e resumindo bastante, num ângulo estratégico Khair argumenta acerca das novas tendências de elevação do consumo das grandes massas dos países “emergentes”. Isto é, China, Índia e Brasil, que passaram a liderar o crescimento da economia mundial, são

Estados Unidos da América: origens do “capitalismo bandido”
Estados Unidos da América: origens do “capitalismo bandido”

Riquezas, mitos e ineditismos fartos: a história dos EUA, além de tudo, é “da reza um terço”, como diz nossa rica sabedoria popular, referindo-se à grande parte das coisas desconhecidas. No caso das raízes classistas dos donos do império